FUMSSAR realiza ações de prevenção e combate à Dengue

A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa, através da Vigilância Ambiental vem desenvolvendo diversas ações de conscientização no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa, através da Vigilância Ambiental vem desenvolvendo diversas ações de conscientização no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Uma delas é a visita dos agentes de combate as endemias e da mascote do mosquito que vão até as Unidades Básicas de Saúde para conscientizar. Ações assim também são realizadas no comércio com a entrega de panfletos e orientações aos moradores sobre a importância de realizar as medidas de prevenção.

Até o presente momento o município conta com 23 notificações, que seriam casos suspeitos de dengue. Destes, 03 casos foram confirmados. Nos casos confirmados, além do acompanhamento médico realizado pelas UBS, a Vigilância Ambiental realiza uma vistoria nos imóveis dos pacientes com a doença e faz um bloqueio com inseticidas naquela área. Para Délcio Stefan, presidente da FUMSSAR, “O enfrentamento à Dengue só é possível quando cada família faz sua parte no seu domicílio”.

Outra ação que também vem sendo desenvolvida semanalmente são os mutirões de vistoria nas residências. Os agentes de endemias e de saúde das UBS saem todas as segundas-feiras em algum bairro do município para realizar esta vistoria nas casas. Nestas ações, eles vistoriam a parte externa e dão aos moradores o prazo de uma semana para levar até a UBS, pneus e lixo eletrônico.

O Gerente das Vigilâncias, Jairo Beal destaca a importância de uma conscientização coletiva em relação à dengue. “Não podemos deixar acontecer uma epidemia em nossa cidade. Vamos todos juntos nos unir e combater esse mal”. Caso os agentes encontrem focos do mosquito na residência, o foco é eliminado na hora e o morador é notificado. Se o foco estiver localizado em piscinas, caixas d’água, por exemplo, o morador tem o prazo de 5 dias para eliminar o foco encontrado. Terminado o prazo, os agentes retornam ao local para fazer uma nova vistoria, caso o problema não tenha sido solucionado pelo morador, o mesmo é autuado pela FUMSSAR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content